O que é dermatite herpetiforme?

Dermatite Herpetiforme ou Doença de Duhring-Brocq é a doença celíaca na pele. Pode ser que você encontre outras coisas escritas quando estiver procurando, mas na prática todo portador (a) de dermatite herpetiforme é celíaco (a), mas nem todo celíaco apresenta lesões na pele.

O diagnóstico é feito através de biópsia da região onde tenha lesão na pele. Quem tem DH, pode apresentar lesões nos cotovelos, joelhos, região lombar e couro cabeludo.

Outros sintomas também podem aparecer, como: episódios de diarreia, falta de absorção de nutrientes, anemia, problemas na tireoide, entre outros. Pode-se fazer endoscopia com biópsia do intestino delgado e, na maior parte dos pacientes vão aparecer lesões e alterações assim como em celíacos.

O tratamento oferecido pelos médicos é medicamentos à base de Sulfonas e dieta. O problema é que sulfonas têm efeitos colaterais devastadores e por vezes irreversíveis.

O único tratamento eficaz para DH é a dieta sem gluten (Trigo. Centeio, Cevada e Aveia) e livre de contaminação cruzada.

No início da dieta recomenda-se que o paciente siga a dieta ampliada excluindo também alimentos que contenham:

  • Iodo (sal marinho, sal iodado e alimentos industrializados que contenham sal) – exite sal sem iodo no mercado.
  • Todos os laticínios (leite, queijos e requeijões, creme de leite, leite condensado, sorvete, chantilly, etc…)
  • Margarinas
  • Gema de ovo (doces que levam ovo também)
  • Frutos do mar ( tudo que vive no mar tem iodo)
  • Qualquer produto que seja alga ou produto à base de algas (ágar-ágar, carragena, etc)
  • Enlatados (molhos, conservas, ervilhas, milho, etc)
  • Embutidos (salame, presunto, salsicha, linguiça, carnes conservadas em sal, etc)
  • Carnes já temperadas (frangos, frangos em pedaços, peru, tender, etc)
  • Frutas secas, em calda ou enlatadas
  • Produtos derivados da soja (grãos, molho shoyu, proteína texturizada, tofu, natô, etc)
  • Café solúvel instantâneo
  • Chocolate com malte ou traços de gluten
  • Repolho, couve de bruxelas, aipo e agrião (não comer o caule)
  • Bebidas à base de cola (ou alimentos/bebidas que contenham corante Vermelho 3)
  • Temperos prontos – prefira ervas frescas ou secas

Caso haja alguma crise causada por contaminação cruzada, seguir a dieta ampliada ajuda a melhorar muito mais rápido.

De qualquer forma, consumir mais frutas, verduras, legumes e carnes frescas e menos industrializados é muito melhor para a saúde de todos, principalmente para quem já tem algum problema autoimune.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *